quinta-feira, 4 de abril de 2013

Inverso, Liliana C. Lavado [Opinião]

Sinopse:

Numa pequena vila costeira do norte do país, um acidente do destino faz com que dois mundos se toquem. 
Ivana, uma adolescente sonhadora com cabelos cor de fogo, está prestes a viver o seu amor de infância com Bernardo, quando uma figura de negro envolta em mistério entra na sua vida trazendo consigo a magia e pondo tudo em causa.
Gabriel é a figura de negro, e o seu amor por Ivana vai reacender uma guerra ideológica no seio de uma sociedade nómada que desde o século XVII tem vindo a evoluir à margem do resto do mundo: os Hekat.
A sua história será rodeada por um conjunto de personagens muito singulares, algumas coloridas outras sombrias, mas todas complexas, procurando influenciar os dias e as noites numa luta pelo desfecho final em que acreditam.

Opinião:

'Inverso' traz-nos não só uma bonita história de amor, que nos remete directamente aos tempos da nossa adolescência (para os que já passaram por ela, como é o meu caso), como também aborda temas que mexem com dilemas que abordam a sociedade em geral, a portuguesa em destaque.

O tema predominante que gira em torno de Gabriel e Ivana são os diferentes mundos étnicos ao qual cada um deles pertence. Gabriel, de etnia cigana e com poderes mágicos que só o seu povo tem conhecimento e usa. Ivana, jovem e normal adolescente portuguesa, de pele branca e cabelo ruivo que sonhou com muita coisa, nos seus devaneios de adolescente, menos, com o que um disparatado sprint, enquanto fugia de alguns cães que pertenciam ao acampamento cigano alojado num terreno perto da sua casa, lhe poderia mudar a vida para sempre.


Gabriel, tal como Ivana, encontram no mundo oposto o amor e a semelhança. Mas como em todas as guerras, também no amor as feridas são sempre muitas e por vezes incuráveis. Os medos. Os receios. As obrigações. As opiniões e as confusões que giram em torno do jovem casal levam-nos a ler página atrás de página, com a ânsia de ficarmos a saber sempre mais sobre as personagens que vivem dentro do 'Inverso'.


A história e a empatia, sentida por mim na escrita da Liliana C. Lavado, encontra-se no mesmo patamar de livros estrangeiros que já li, agraciados com prémios literários e dos tão conceituados Bestsellers. O livro 'Inverso' fez-me regressar vezes sem conta a muitas situações da minha adolescência. Não só pelo ambiente do secundário, como também, pelas constantes dúvidas que as obrigações VS sentimentos que envolveram as personagens reproduziram.

Todo o misticismo, todo o desenvolvimento em torno dos aspectos que a autora camuflou na sua história, desde o preconceito étnico, racismo, diferenças entre estratos sociais, política, interesses, etc etc etc, tornaram a paixão proibida de Ivana e Gabriel em algo bem mais profundo que uma simples paixoneta adolescente. Todos os avanços e recuos, os pormenores e contornos, a escolha dos nomes dos personagens, Portugal como palco principal da narrativa, deixou-me com um sorriso nos lábios quando cheguei ao final do livro.


Gostei especialmente do nome da personagem principal, Ivana. (Não conhecia o nome) Adorei a personagem da Úrsula, acho que o nome assenta que nem uma luva. Obviamente que as personagens principais detêm sempre o maior destaque nas histórias, até porque é em volta delas que se desenrola a acção, no entanto, tenho de confessar que me apaixonei perdidamente e de forma instantânea pela Lia.


Confesso também que, como leitora, por vezes é difícil olhar para uma capa e associar uma história. Mesmo depois de ler a sinopse nunca, mas mesmo nunca, me passou pela cabeça encontrar uma história tão bonita e tão completa como a de Ivana e Gabriel. A minha imaginação tinha disparado em muitas direcções, mas nunca na que se veio a revelar. A escrita fluída e simples, mas ao mesmo tempo cuidada e limpa e o suspense de início ao fim vai certamente deliciar quem se aventurar pelas páginas do 'Inverso'.

Foi, sem dúvida alguma, mais uma maravilhosa surpresa, no que a autores portugueses dizem respeito e só tenho uma coisa a dizer à autora: Parabéns, não deixes de escrever nunca!


Ahhhh, só mais uma coisa, o tempo de espera valeu cada dia... e não me vou esquecer do chá literário... tenho um exemplar que requer um autógrafo rapidamente :) 


Não podem deixar de ler as obras desta autora. Não podem, mesmo!


Boas leituras, 
(05 de Fevereiro 2013)




Obs: Apesar de ter lido este livro em Fevereiro esta é a leitura tuga de Janeiro. (Desafio lançado pela escritora/autora e blogger Andreia Ferreira no seu blog http://d311nh4.blogspot.pt)

5 comentários:

  1. Já me tinhas falado maravilhas deste livro, mas ao ler a tua opinião ainda fico com mais vontade de o ler.

    ResponderEliminar
  2. Já coloquei outra opinião desta mesma autora: Inverno de Sombras (e este já se encontra à venda em qualquer Fnac) Mas tanto um como outro... 5*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vais ter de me emprestar o livrinho para ler :)

      Eliminar
  3. Este foi o meu preferido da Liliana! Foi o último que revi e foi aquele que me arrebatou o coração :)...

    ResponderEliminar