quinta-feira, 4 de abril de 2013

Calafrio, Sandra Brown [Opinião]

Sinopse:

Cleary, uma pacata cidade da Carolina do Norte, foi abalada pelo desaparecimento de cinco mulheres em dois anos e meio. Não há corpos, pistas ou suspeitos, apenas uma misteriosa fita azul abandonada no local onde cada mulher foi vista pela última vez…
Lilly Martin regressa a Cleary para concluir a venda da sua cabana de montanha e pôr um ponto final ao casamento com Dutch Burton, o chefe da polícia local. Depois de fechar as portas ao seu passado, não imaginava voltar atrás tão cedo. Mas, ao deixar a casa, sob um temporal, Lilly perde o controlo do carro e atropela um homem que emergia inesperadamente do bosque. Trata-se de Ben Tierney, que ela conhecera no Verão passado. Os dois são então forçados a regressar à cabana para esperarem pelo fim da terrível tempestade de neve.
Incontactáveis, com poucos víveres e quase sem aquecimento, Lilly e Ben vão aproximar-se um do outro, ao mesmo tempo que cresce a atracção e o desejo entre ambos. Mas, à medida que o isolamento se prolonga e os dois se envolvem, Lilly receia que a maior ameaça não seja o temporal, mas sim o homem ao seu lado...
Quem será o misterioso Ben Tierney: o raptor ou o homem capaz de salvar Lilly da tragédia que a assombra?
Calafrio é um romance intenso, no qual confiar na pessoa errada pode marcar a diferença entre a vida e a morte.

Opinião:

Cleary é uma pacata cidade onde todos se conhecem, onde os hábitos rotineiros são igualmente conhecidos por todos e onde os estranhos são rotulados e postos sob vigia. Mas, se Cleary é uma paisagem num postal ilustrado, também é a cidade onde cinco mulheres desapareceram, onde uma fita azul é deixada como assinatura do raptor e onde as famílias, a polícia e os cidadãos locais temem sobre quem será a próxima ao mesmo tempo que não imaginam quem poderá fazer semelhante monstruosidade.

A par deste pesadelo que paira sobre a localidade, uma outra ameaça abate-se sobre eles: uma forte tempestade de neve que gela por completo a cidade e deixa todos os cidadãos encurralados nas suas casas. Para quem mora na cidade, isto não é problema, o pior foi para Lilly Martin, ex senhora Burton que, depois de se despedir da sua cabana de madeira no cume da montanha de Cleary acaba por não conseguir evitar um atropelamento, que a leva a regressar à cabana com Ben Tierney, um homem com uma constituição de fazer qualquer mulher perder a cabeça, um sorriso bonito e um olhar azul perigoso que promete muita coisa... mas esconde muita, também.

As acções de 'Calafrio' são no plural. A autora brinda-nos com vários acontecimentos quase em simultâneo, que nos obriga a raciocinar e a especular sobre quem faz o quê? Quem fez o quê? Quem vai fazer o quê, no decorrer da acção? Nada é o que parece ser e, mesmo quando temos a certeza absoluta que desvendamos o mistério, Brown volta a surpreender e mostra que até ao último ponto final, tudo pode mudar e todos são suspeitos.

Na minha opinião mais pessoal e uma vez que esta foi a primeira obra lida de Sandra Brown, confesso que, devido a não ser o meu estilo de leitura predilecto e porque desde o início da narrativa houve imensa informação para assimilar, as primeiras cinquenta páginas demoraram a ser voltadas. No entanto, depois de me habituar e ambientar, a leitura terminou num ápice.

Para os amantes de thrillers com romance à mistura, Sandra Brown enquadra-se perfeitamente.

Boas leituras, 
(10 de Fevereiro de 2013)








Sem comentários:

Publicar um comentário